We ❤ Teach

Amamos o que fazemos!

Dicas LPI - Gerenciamento básico: PS, PSTREE, PGREP, KILL e KILLALL

Dicas LPI - Gerenciamento básico: PS, PSTREE, PGREP, KILL e KILLALL
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Aprenda com as dicas para a LPI. Hoje trabalhamos os comandos do Tópico 103.5 da LPIC-1, com os comandos PS, PSTREE, PGREP, KILL e KILLALL do Linux. Confira!

  • INTRODUÇÃO:

Enfim, deixaremos as coisas mais legais agora. Com estes comandos, você poderá facilmente identificar alguns problemas dentro de qualquer distribuição Linux. Lembre-se de praticar!

 

  • COMANDOS QUE SERÃO ABORDADOS:

PS, PSTREE, PGREP, KILL e KILLALL

 

COMANDO: PS

O PS é utilizado para listar todos os processos (PID) em execução no Linux.

PARÂMETROS:
-u: Mostra os processos apenas do usuário que digitou o comando, além disso, mostra o comando que gerou o processo.

ps -u

-x: Exibe os processos que não foram iniciados pelo bash.

ps -x

-a: Exibe os processos de todos os usuários que foram iniciados através do bash atual.

ps -a

-f: Exibe os processos em forma de árvore.

ps -f

-l: Parecido com o -u, porém exibe algumas informações complementares por exemplo: prioridade de execução do processo, PPID, etc.

ps -l

-C: Pesquisa pelo nome do processo e exibe algumas informações.

ps -C top

Desafio: Ao digitar o comando ps -f, percebeu que não trouxe árvore alguma? O que deve ser feito então para que essa "árvore" apareça?

 

  • COMANDO: PSTREE

O PSTREE mostra os processos em forma de árvore, ou seja, você conseguirá ver o processo pai e todos os seus subprocessos. Sem parâmetro você consegue ver apenas os processos em forma de árvore.

pstree

PARÂMETROS:
-p: Este parâmetro além de mostrar em forma de árvore, exibe o número do PID.

pstree -p

 

  • COMANDO: PGREP

O PGREP pode facilitar quando você quer descobrir qual o PID através do nome. Ou seja, você pergunta para o Linux qual o número do PID através do nome do processo.

PARÂMETROS:
-a: Este parâmetro permite buscar o PID do processo pelo nome, porém não exibe mais anda.

pgrep -a top

-u: Este parâmetro permite buscar todos os PID pelo nome do usuário.

pgrep -u root

Desafio: Exiba, através deste comando, o PID de todos os processos iniciados pelo usuário root, acompanhado do comando que originou esse PID.

 

  • COMANDO: KILL

O KILL envia sinais para um determinado processo do Linux e o envia. Normalmente o KILL é utilizado para encerrar processos no Linux. O mais utilizado é o KILL -9.

PARÂMETROS: 
-l: Exibe todos os sinais possíveis para serem enviados ao Linux.
-1: (SIGHUP) Ao desconectar no terminal, este comando é enviado aos processos. Além disso, pode recarregar arquivos de configurações que não são orientados ao usuário (DAEMON).
-2: (SIGINT) Interrompe algo, parecido quando você digita um CTRL+C.
-3: (SIGQUIT) Termina algo abruptamente, gerando um core dump do processo.
-9: (SIGKILL) Finaliza um programa imediatamente, não pode ser ignorado como o SIGTERM.

kill -9 {NÚMERO_DO_PROCESSO}

-15: (SIGTERM) Finaliza um processo de modo mais amigável. Primeiro ele solicita ao programa para parar, depois encerra o processo. É a forma “normal de encerrar” um processo através de sinais.

 

  • COMANDO: KILLALL

O KILLALL envia sinais através do nome do processo, ao contrário do KILL que é pelo PID.

killall -9 {NOME_DO_PROCESSO}

Fiquem atentos... toda semana teremos Dicas LPI! LPI DROPS - Linux em dose homeopática!!!

Por Felippi Cunegundes!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter