We ❤ Teach

Amamos o que fazemos!

Dicas LPI - Gerenciamento básico: tar, dd e cpio

Dicas LPI - Gerenciamento básico: tar, dd e cpio
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Aprenda com as dicas para a LPI. Hoje trabalhamos os comandos do Tópico 103.3 da LPIC-1, com os comandos tar, dd e cpio do Linux. Confira!

  • INTRODUÇÃO

Este tópico abordará comandos básicos para o dia-a-dia do SysAdmin. Os comandos aqui citados irão modificar algumas coisas no diretório de arquivo. Você aprenderá a criar diretório, mover, copiar, deletar, listar, enfim... Um básico canivete suíço.

 

  • COMANDOS QUE SERÃO ABORDADOS:

TAR, DD, CPIO

 

  • COMANDO: TAR

O TAR não é um compactador por natureza. Sua primeira função é a de agrupar o diretório para depois usar os programas de compactação. Temos três programas para compactar: BZIP2, GZIP e XZ. A diferença entre cada um está na sua capacidade de compactação. O XZ é o que tem a maior taxa de compactação, porém a demora para ele fazer isso é grande. Importante ressaltar que estes parâmetros são utilizados em conjunto. E claro, o último parâmetro a ser colocado deve ser o f. Porquê? Ele é quem dará o nome ao arquivo.

PARÂMETROS:
-c: Usado para criar o arquivo. Este parâmetro informa para o TAR que você quer criar um arquivo com esta extensão.
-x Usado para extair o arquivo. Este parâmetro informa para o TAR que você quer descompactar um arquivo com esta extensão.
-f: Usado para nomear um arquivo.
-t: Usado para listar quais arquivos existem dentro do TAR sem que seja necessário descompactar.
-p: Usado para preservar as permissões do arquivo. Ou seja: Caso você compacte com um usuário FULANO e queira que, quando o usuário CICRANO descompactar as permissões sejam mantidas, isso é, FULANO continue dono após a descompactação, este será o parâmetro.
-v: Famoso verbose, descreverá tudo o que está acontecendo.

tar -cvpf Documentos.tar Documentos/
tar -xvpf Documentos.tar

Entenderam a sintaxe do comando para compactar? Primeiro eu informo o nome do arquivo com a extensão para ser criado e, depois, o diretório ou arquivo que irei compactar. Para extrair não se faz necessário. Existem vários parâmetros legais para serem testados, sugiro que testem.

Vamos agora aprender a utilizar os compactadores. Imaginem estes compactadores como um winrar.

Antes de utilizar os compactadores, será necessário ter feito os comandos acima para gerar o arquivo TAR.

Você poderá compactar usando os programas ou por meio de parâmetros através do tar.

  • GZIP

PARÂMETROS:
gzip: comando para compactar um arquivo tar.
-k: Mantém o arquivo original ao compactar. Como assim? Bom, sem este parâmetro, o arquivo com extensão .tar irá desaparecer. Com esse parâmetro será mantido.

gzip -k Documentos.tar

-d: Usado para descompactar.

gzip -d Documentos.tar.gz

gunzip: utilizado para descompactar.

gunzip Documentos.tar.gz

Teste o parâmetro -k em ambos os comandos (gzip e gunzip) Experimente consultar o help do comando.

O Conceito continua o mesmo para os programas BZIP2 e XZ.

  • BZIP

PARÂMETROS:
bzip2: comando para compactar um arquivo tar.
-k: Mantém o arquivo original ao compactar. Como assim? Bom, sem este parâmetro, o arquivo com extensão .tar irá desaparecer. Com esse parâmetro será mantido.

bzip2 -k Documentos.tar

-d: Usado para descompactar.

bzip2 -d Documentos.tar.bz2

bunzip2: descompacta.

bunzip2 Documentos.tar.bz2

  • XZ

PARÂMETROS:
xz: comando para compactar um arquivo tar.
-k: Mantém o arquivo original ao compactar. Como assim? Bom, sem este parâmetro, o arquivo com extensão .tar irá desaparecer. Com esse parâmetro será mantido.

xz -k Documentos.tar

-d: Usado para descompactar.

xz -d Documentos.tar.xz

unxz: descompacta.

unxz Documentos.tar.xz

NOTA: O negócio é tão igual que eu copiei e colei mesmo. :D

Além dos programas de compactação, podemos passar esse parâmetro por meio do comando TAR.

tar -zcvpf Documentos.tar.gz Documentos.tar
tar -jcvpf Documentos.tar.bzip2 Documentos.tar
tar -Jcvpf Documentos.tar.xz Documentos.tar

 

  • COMANDO: CPIO

O comando CPIO funciona como agrupador de arquivo bem parecido como o TAR, mas não é muito usual. Para que ele funcione é necessário que a entrada deste comando seja a saída de outro. Lembram como que faz isso? Um ponto para quem pensou em REDIRECIONADOR.

PARÂMETROS:
-o: Cria o arquivo a ser compactado.
-i: Descompacta o arquivo.
-H: escolhe um formato que você queira deixar a compactação.

find Documentos/ | cpio -o -H tar > documentos.tar
cpio -i < documentos.tar

 

  • COMANDO: DD

O DD é interessante. Assim como o CP ele faz cópia, porém ele faz bit a bit, facilitando fazer a cópia de um diretório completo para um arquivo de imagem, por exemplo. Mas qual a aplicação prática disso? Bem, você pode por exemplo fazer um backup de uma partição do Linux ou MBR.

PARÂMETROS:
if: representa a origem do arquivo.
of: representa o destino do arquivo.

dd if=/dev/sda7 of=/home/fc/sda.img

Sugiro fortemente que procurem sobre o comando DD. Ele é poderosíssimo!!!

Fiquem atentos... toda semana teremos Dicas LPI! LPI DROPS - Linux em dose homeopática!!!

Por Felippi Cunegundes!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter